Ministro da Saúde promete avaliar situação do Hospital Araújo Jorge

Comitiva de goianos levou à Brasília moção assinada pelos vereadores da capital visando a liberação imediata de recursos federais para a unidade

Reprodução/Facebook

Comitiva goiana em reunião com o ministro Ricardo Barros| Reprodução/Facebook

Em reunião no início da noite da última quarta (10/9) no Ministério da Saúde, em Brasília, o presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Anselmo Pereira (PSDB) e o vereador Bernardo do Cais ouviram do ministro Ricardo Barros que o governo federal tem disposição em ajudar o Hospital Araújo Jorge durante o atual período crítico que vem passando.

Aos parlamentares, Barros disse que enviará técnicos do ministério para avaliar de perto as condições estruturais e de atendimento da unidade, e só depois disso é que a verba federal poderá se liberada.

Os vereadores que foram a Brasília representaram os 35 vereadores da Câmara de Goiânia. Todos os parlamentares da Casa assinaram uma moção endereçada ao ministro, que pede mediata liberação desses recursos para atender a unidade.

O documento também informa sobre como a crise pode afetar o funcionamento de várias unidades do Araújo Jorge, entre elas, a que cuida de novos transplantes de médula óssea (TMO), bem como terapia intensiva, pronto atendimento e oncologia pediátrica.

Estavam na comitiva, além dos vereadores da capital, o senador goiano Wilder Morais, o secretário municipal de saúde, Fernando Machado, o presidente da Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCG) – responsável pela gestão do hospital – Paulo Moacir e integrantes da diretoria do Hospital Araújo Jorge. (Com informações da Câmara de Goiânia)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.