Ministério Público da Espanha pede prisão de Neymar por corrupção

Brasileiro é acusado de omitir o verdadeiro valor de sua transferência para o Barcelona

Foto: Rafael Ribeiro / CBF

Foto: Rafael Ribeiro / CBF

O Ministério Público da Espanha apresentou na manhã desta quarta-feira (23/11) acusações contra o craque Neymar, recomendando a pena de dois anos de prisão para o brasileiro pelo crime de corrupção. As informações são do jornal El País.

O jogador é alvo de investigação em processo que apura suposta ilegalidade em sua transferência para o Barcelona no ano de 2013. A família do brasileiro teria omitido o verdadeiro valor da transação do atleta para o time espanhol.

A decisão do Ministério Público espanhol tem como base uma queixa do fundo de investimento DIS, ex-detentor dos direitos de Neymar, que reivindica porcentagem maior na transação do craque para a Espanha. O MP espanhol ainda quer que a família de Neymar pague multa de 10 milhões de euros, aproximadamente R$ 40 milhões.

Nos pedidos, o procurador José Perals também solicita uma pena de cinco anos de prisão ao ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, considerado como a pessoa responsável pelo contrato com o brasileiro. O clube ainda teria de pagar 8,4 milhões de euros em multa, conforme o jornal espanhol.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.