Metrobus afirma que Terminal Vera Cruz é de responsabilidade da RMTC

A Metrobus divulgou em nota oficial nesta quinta-feira (24/9), que o Terminal Vera Cruz não é da responsabilidade da empresa, e sim do consórcio RMTC. A empresa sustentou ainda que mesmo assim instalou rampas e colocou fiscais em pontos estratégicos no terminal para vigilância do desembarque após a mudança nas rotas. “Os usuários da extensão do Eixo Anhanguera necessitam, obrigatoriamente, desembarcar no Terminal Vera Cruz, que não tem estrutura adequada.”

Na última segunda-feira (21/9), manifestantes atearam fogo e depredaram ao todo 15 ônibus na GO-070. Isso porque no sábado (19), oito novas linhas começaram a operar e foram criados três pontos de conexão nas rodovias GO-060 e 070 para facilitar o acesso ao Eixo Anhanguera, que vai até o Terminal Vera Cruz.

Entretanto, ao mesmo tempo, foram extintas as linhas dos bairros que faziam conexão com o Eixo Anhanguera — que passou a circular nos municípios de Trindade, Goianira e Senador Canedo em setembro do ano passado –, o que gerou insatisfação da população.

Ainda na segunda-feira, a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) voltou atrás em relação a algumas mudanças anunciadas e decidiu que as linhas que atendem aos pontos de Conexão Triunfo e Primavera vão sair e retornar do Terminal Padre Pelágio para os bairros como linhas expressas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.