Médicos credenciados sofrem, mais uma vez, com atraso de pagamento da gestão Iris

Salário do mês de dezembro deveria ter sido depositado até o dia 29 de janeiro

A gestão do prefeito Iris Rezende (PMDB) atrasou, mais uma vez, o pagamento dos médicos credenciados (não efetivos) à rede municipal de Saúde. O salário referente ao mês de dezembro deveria ter sido depositado até o dia 29 de janeiro, o que ainda não aconteceu.

De acordo com o secretário de Comunicação do Sindicato dos Médicos no Estado de Goiás (Simego), Rafael Martinez, o contrato entre os profissionais e a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) prevê que o pagamento deve ser realizado até o 20º dia útil do mês subsequente, mas o executivo nem vem cumprindo com sua parte.

“No começo o pagamento era feito antes do 20º dia útil, depois ele foi se aproximando da data limite. Mas, no ano passado, o pagamento chegou a ficar atrasado por duas ou três vezes. Agora virou rotina, todo mês o salário atrasa”.

O  secretário de Comunicação do Simego conta ainda que o sindicato entrou em contato com a SMS para saber a previsão de pagamento da categoria, mas não receberam nenhuma resposta.

“A informação que temos, que é extra oficial, é de que não existe previsão para o pagamento dos salários. Informações oficiais nós não temos porque a secretaria não responde as nossas solicitações”, lamenta.

Jornal Opção entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde que informou que o pagamento dos médicos credenciados está sendo processado para ser realizado nesta quarta-feira (31). “O atraso ocorreu devido as mudanças no novo modelo de repasses dos recursos financeiros do Ministério da Saúde para os municípios”, diz em nota.

Deixe um comentário