McDonald’s rebate protestos de funcionários e diz que é uma das melhores empresas para se trabalhar

Em nota, a multinacional afirmou que as manifestações desta quarta-feira (15) carecem de representatividade sindical

Divulgação

Divulgação

Após protestos de funcionários em Goiânia e outras três cidades brasileiras na manhã desta quarta-feira (15/4), o grupo McDonald’s emitiu nota resposta em que afirma que a empresa é uma das melhores da América Latina para se trabalhar, conforme a entidade “Great Place to Work”.

“A empresa se orgulha de ser a porta de entrada de milhares de jovens para o mercado de trabalho. Nossas práticas laborais são premiadas e reconhecidas pelo mercado”, defendeu.

No comunicado, a multinacional afirmou também que as manifestações carecem de representatividade sindical. “A companhia informa que respeita manifestações sindicais e esclarece que os 46 mil funcionários da empresa são representados por 80 sindicatos em todo o País, conforme orientação do Ministério do Trabalho”, explica.

Os protestos desta quarta-feira integram o Dia de Ação Global, que acontece em cerca de 40 países. O objetivo da mobilização é alertar para o desrespeito aos direitos dos trabalhadores na rede McDonald’s.

A companhia é acusada de praticar jornada móvel variável, acúmulo de funções sem a devida remuneração e não reconhecimento de insalubridade de algumas funções.

Outras violações constatadas são o pagamento de salários inferiores ao mínimo estabelecido por lei, horas extras não remuneradas, supressão de intervalos para descanso e refeições e indícios de fraudes nos holerites e no registro de horas trabalhadas.

Confira a íntegra da nota emitida pela companhia:

A companhia informa que respeita manifestações sindicais e esclarece que os 46 mil funcionários da empresa são representados por 80 sindicatos em todo o País, conforme orientação do Ministério do Trabalho. Temos convicção do cumprimento da legislação, seguida pela companhia desde a abertura do seu primeiro restaurante brasileiro, há 36 anos. Especificamente na cidade de São Paulo, o sindicato em questão, que organiza as manifestações, não possui amparo legal para representar os trabalhadores do setor, conforme decisões recentes no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

A empresa se orgulha de ser  a porta de entrada de milhares de jovens para o mercado de trabalho. Nossas práticas laborais são premiadas e reconhecidas pelo mercado. A companhia é, por exemplo, uma das Melhores Empresas para Trabalhar na América Latina, segundo o Great Place to Work, há 15 anos. Foi pioneira na implementação do ponto eletrônico e recebeu o selo ‘Primeiro Emprego’ do Ministério do Trabalho. Nossos funcionários recebem treinamento contínuo, tanto para as funções operacionais, quanto para valores como trabalho em equipe, comunicação, liderança e hospitalidade. Em mais de três décadas de Brasil, a empresa já capacitou mais de 1,5 milhão de pessoas.

McDonald’s

Deixe um comentário