Wilker da Silva Esteves, o marido de uma babá que foi denunciado por estupro de um bebê de 1 ano e 8 meses no dia 31 de dezembro, morreu na tarde desta quinta-feira, 23, em confronto com equipes do Batalhão Maria da Pena, no bairro de Campinas, em Goiânia. A polícia chegou ao local depois que a mãe da criança chamou a polícia. Ela tinha recebido ameaça de morte do suspeito, que estava descumprindo medida protetiva.

A comandante do Batalhão Maria da Penha, major Marinéia Bittencourt, afirmou que a mãe da criança já tinha reclamado com os policiais que ele estava descumprindo a medida há algum tempo e hoje foi mais um desses dias. Por volta da uma da tarde, ele teria começado a rondar a casa da vítima.

 “A equipe foi com a intenção de prendê-lo, mas quando ele os policiais, disparou seis vezes contra a polícia e houve a troca de tiros”, explicou a major. O suspeito não resistiu aos ferimentos e morreu no local, antes da chegada do socorro. Segundo a comandante, Wilker já tinha passagem por descumprimento de uma medida protetiva conta a ex-esposa e respondia por estupro de vulnerável em outro caso.

Para a mãe da bebê, K. V. J., a sensação agora é de alívio. “Os últimos dois meses foram os piores da minha vida. Crime, trauma, injustiça. Queria que a justiça fosse cumprida e, desde o primeiro momento, nunca deixei de lutar. Agora vou cuidar da minha filha, do meu psicológico e do dela”, afirmou a mãe.