Em bate boca na CPI da Petrobrás, deputada petista questionou o delegado de como ele teria passado no concurso. Goiano entrará com ação no Conselho de Ética

Deputada petista Maria do Rosário questiona "sanidade" do deputado Delegado Waldir (PSDB) | Fotos: Câmara Federal
Deputada petista Maria do Rosário questiona “sanidade” do deputado Delegado Waldir (PSDB) | Fotos: Câmara Federal

O deputado federal Delegado Waldir (PSDB) protagonizou um bate boca com integrantes petistas da CPI da Petrobrás na tarde desta quinta-feira (9/4).

Durante o depoimento do tesoureiro do PT no Congresso, o goiano chamou João Vaccari Neto de “maior corrupto e ladrão da história do país” e acusou o PT de “patrocinar a corrupção” no Brasil.

Revoltada com as declarações do tucano, a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) questionou sua sanidade mental: “O senhor passou no psicotécnico? Como passou no concurso para delegado?”.

Em resposta, Waldir protestou: “Mais uma vez sou ofendido pelo PT”. No início da sessão, ele foi acusado pelo deputado Jorge Solla (PT-BA) de ser suspeito de envolvimento com o ato de um funcionário da Câmara dos Deputados que soltou cinco roedores no Plenário da CPI assim que Vaccari entrou no recinto.

Ao Jornal Opção Online, o delegado Waldir afirmou que entrará com uma ação no Conselho de Ética da Câmara contra a deputada Maria do Rosário e também contra o deputado Jorge Solla.