Marcos Valério fecha acordo de delação premiada com a Polícia Federal

Segundo “O Globo”, colaboração ainda tem que ser homologada pelo Supremo 

Marcos Valério durante depoimento | Foto: reprodução/ O Globo

Depois de ter proposta rejeitada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG), o operador do mensalão Marcos Valério Fernandes fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF). É o que informa o jornal “O Globo” na manhã desta quarta-feira (19/7). No entanto, como há políticos com foro privilegiado no teor da colaboração, o senador Aécio Neves (PSDB-MG), por exemplo, o acordo ainda aguarda homologação do Supremo Tribunal Federal (STF).

Marcos Valério foi transferido, na última terça-feira (18), para uma unidade da Associação de Proteção e Assistência a Condenados (Apac), em Sete Lagoas (MG), a pedido da Polícia Federal, após cumprir dez anos de reclusão na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG).

Condenado a 37 anos de prisão pelos crimes de peculato, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e evasão de divisas por ser o operador do esquema de compra de parlamentares que abalou o primeiro governo do ex-presidente Lula (PT).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.