Marcos Abrão defende Lúcia Vânia e Marconi para o Senado: “Vaga é de quem tem voto”

Deputado federal disse ainda que as próximas eleições serão “duríssimas” e que o eleitor vai cobrar serviços prestados

O deputado federal Marcos Abrão (PPS) defendeu, em entrevista nesta quinta-feira (21/7), que a chapa para o Senado Federal em 2018 seja composta pela atual senadora Lúcia Vânia (PSB) e pelo governador Marconi Perillo (PSDB). Segundo ele, a vaga, disputada ainda por Wilder Morais (PP) e Vilmar Rocha (PSD), deve “ser de quem tem voto”.

“Nós temos uma eleição duríssima pela frente, a população vai cobrar do agente político serviços prestados”, declarou ele, garantindo que seu partido e o de Lúcia Vânia estarão juntos. “Nossa aliança já está em mais de 200 municípios, eu caminho politicamente com ela há mais de 15 anos. Nós já trabalhamos nas eleições municipais em aliança e eu tenho certeza que quando o bloco se posicionar, estaremos juntos”, disse.

Marcos também comentou o imbróglio envolvendo o PSB e DEM, que têm se aproximado nos últimos dias em Brasília depois que parte do partido resolveu votar contra as reformas trabalhista e da Previdência. Para ele, as chances de a briga no cenário nacional se refletir em Goiás são pequenas.

“Eu acho difícil, o PSB na Câmara já vinha votando dividido há muito tempo e isso se traduz depois na aproximação com outro bloco, mas não vejo reflexos grandes em função da estrutura partidária do Democratas em Goiás ser menor”, opinou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.