Marconi: “Sempre considerei importantíssimo investir em cultura”

Governador participou do lançamento do primeiro CD da Orquestra Filarmônica de Goiás, no Palácio das Esmeraldas

Foto: Mantovanifoto

Governador Marconi Perillo com equipe da Cultura e da Orquestra Filarmônica de Goiás | Foto: Mantovanifoto

O Palácio das Esmeraldas recebeu, na noite da última segunda-feira (4/7), o lançamento do primeiro CD da Orquestra Filarmônica do Estado de Goiás. O trabalho reúne 14 composições do músico César Guerra Peixe, um dos maiores compositores e arranjadores da música brasileira.

A orquestra apresentou a composição Quarteto de Cordas 8, de Shostakovich, e foi ovacionada pelos convidados. Anfitrião do evento, o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), afirmou que a Orquestra Filarmônica de Goiás é a maior prova de que vale a pena investir em cultura.

“Em 2012 busquei, com muito afinco, reestruturar a Orquestra Filarmônica. Com determinação e vontade as coisas acontecem. Temos uma das melhores orquestras do país. Sempre considerei importantíssimo o investimento na cultura. Quando investimos para valer temos um resultado como este: músicos extremamente talentosos, uma orquestra brilhante que emociona a todos”, destacou.

O tucano-chefe reiterou que o Palácio das Esmeraldas se transformou em um espaço cultural para os goianos, e reafirmou o projeto que trabalha junto ao governo federal e ao Iphan de transformar toda a Praça Cívica em um circuito cultural; de modo que todos os seus prédios sejam voltados para a cultura. “Sugiro que um deles possa ser a sede da nossa Orquestra Filarmônica”, completou.

O maestro regente Neil Thomson relatou que o que acontece com a cultura em Goiás, hoje, é um milagre, dada a queda de investimentos no setor em razão da crise econômica. “Vemos cortes no setor cultural, nas orquestras. Em Goiás isso não acontece. Ao contrário: estamos com a nossa orquestra tocando cada vez melhor. Tivemos todo o apoio para conquistar o lugar que conquistamos, de uma das melhores do país”, assegurou.

Superintendente da Orquestra Filarmônica, Ana Elisa Santos Cardoso destacou o quanto o público da Filarmônica cresceu depois da reestruturação promovida pelo governador Marconi. “É com muita gratidão que vemos um gestor enxergar na cultura um caminho para promover a participação da sociedade na vida pública”, disse.

Participaram também do evento a secretária de Educação, Cultura e Esporte, Raquel Teixeira; e o secretário de Cidades, Vilmar Rocha (PSD).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.