Marconi recebe o apoio da comunidade Árabe de Anápolis

“Acredito que o reconhecimento que ele tem hoje vem de sua fé e amor para com Deus e com o próximo. E hoje desejamos que o senhor continue trabalhando sua fé para que continue a trabalhar ainda mais pelos goianos”, afirmou o padre ortodoxo Firas Bitasti

Foto: Lailson Damásio

Foto: Lailson Damásio

O governador Marconi Perillo (PSDB) recebeu neste domingo (31/8) o apoio da comunidade árabe de Anápolis. Na Igreja Ortodoxa São Jorge, no centro da cidade, o pároco Firas Bitasti e outros participantes da celebração manifestaram apoio à sua reeleição – entre eles o juiz federal Samer Agi, que fez inúmeros elogios às gestões de Marconi, e a médica Ludhmila Hajjar, que também discursou a favor do tucano.

“Acredito que o reconhecimento que ele tem hoje vem de sua fé e amor para com Deus e com o próximo. E hoje desejamos que o senhor continue trabalhando sua fé para que continue a trabalhar ainda mais pelos goianos”, afirmou o padre Firas. Ele disse que um homem de êxito “não é o que vive mais, mas o que coloca tudo que tem à disposição do próximo”. “E percebemos que o senhor tem feito isso em sua vida”, acrescentou.

Líder das mulheres da igreja ortodoxa, Mouna Zac Zac Homsi ressaltou obras e serviços levados a Anápolis pelo governo de Marconi, como o Aeroporto de Cargas, que está em fase de conclusão; e o Centro de Convenções, o maior da região Centro-Oeste. Ela também frisou a importância do papel da primeira-dama, Valéria Perillo, também presente à celebração. “Os dois olham na mesma direção, trabalham juntos. Isso faz a diferença para um gestor como o governador.”

Já o juiz federal Samer Agi, de 25 anos, fez um retrospecto da vida do governador e de sua carreira política, citando a cidade em que nasceu, Palmeiras de Goiás. “Palmeirense de certidão, mas, ouso dizer, anapolino por vocação. Talvez porque as sementes da política tenham sido regadas em seu peito por Henrique Santillo. Talvez. Mas o fato, Marconi, é que se você se apaixonou por essa cidade e essa cidade também se apaixonou por você.”

A médica Ludhimila Hajjar pontuou que apesar de não ser filiada a nenhum partido, apoia o governador por se preocupar com o bem estar dos goianos. “Desejo que todos tenham compaixão, que é um sentimento que nos faz entender o que sente o próximo. Como todos sabem, temos inúmeros problemas. Mas ninguém sozinho consegue resolver nenhum deles. Temos que fazer a nossa parte e olhar o coletivo”, declarou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.