Marconi quebra protocolo na Assembleia e ataca “oportunismo” de oposicionistas

Governador de Goiás rebateu críticas do deputado José Nelto (MDB) e enalteceu conquistas de seus governos

Marconi rebate ataques de José Nelto | Foto: Fernando Leite

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), quebrou o protocolo em seu discurso da abertura do ano legislativo na Assembleia nesta quinta-feira (15/2) e rebateu críticas do líder da oposição, José Nelto (MDB),

“Farei um discurso que não será politicamente correto. Chega! Minhas marcas, atos e gestos sempre se guiaram pelo equilíbrio, sensatez, diálogo, coerência e compromisso com a pacificação política de Goiás. Mas rasgo o oportunismo que sempre foi marca do deputado José Nelto”, disse.

O tucano revelou que o emedebista já foi a sua casa e ao Palácio das Esmeraldas várias vezes, até mesmo escondido como deputado da oposição.

“Lembro de quando eu era senador e o senhor foi me visitar escondido para me dizer que o ex-presidente Lula e o ex-governador Alcides Rodrigues estavam montando um dossiê falso, e isso ficou provado. Um dossiê falso que tentava destruir minha carreira e imagem. E hoje o senhor usou dessa tribuna maldosamente, levianamente, para tentar destruir um governo sério””, rebateu.

Além disso, José Nelto teria ligado por diversas vezes para o governador para falar mal de quem hoje defende com unhas e dentes, como Iris Rezende, Ronaldo Caiado (DEM) e até Maguito Vilela.

Marconi garantiu que não será esta a última vez que irá à Assembleia, pois está disposto a voltar quantas vezes necessárias para defendeu seu legado.

“Esse deputado que, maldosa, levianamente, oportunisticamente, usou desta tribuna para tentar desconstruir um governo sério realizado por nós. Vou vir aqui sempre para defender meu legado e meu trabalho pelo estado de Goiás, minha honra e seriedade”, rebateu.

O governador, que deixa o cargo em abril deste ano, fez um alerta “às cassandras oposicionistas”: “A oposição não vai chegar ao poder com discurso raivoso, mentiroso e hipócrita. Goiás experimentou mudanças incomparáveis durante o Tempo Novo.”

Por fim, Marconi disse que nunca fez perseguição política, nem deixou de valorizar os servidores. “É uma prática corriqueira fazer discurso pessoal atacando a minha pessoa. Mas eu sei que essa mão que escreveu esse discurso não é sua”, disse a Nelto.

Desmascarando

José Nelto e o governador, ao fundo | Foto: reprodução

Marconi Perillo também revelou que várias vezes José Nelto já ligou pedindo para tomar vinho no palácio, que poderia deixar de apoiar os candidatos da oposição para caminhar com ele, e pedindo até ajuda financeira para campanha.

“Me desculpem, mas temos que rasgar ranços de oportunismo e maldades. Quantas vezes o senhor esteve na minha casa para falar mal do Iris, do Maguito, do Caiado? O senhor fala em mordomias, mas quantas vezes mandou mensagem para mim dizendo que queria tomar vinho comigo? Quantas vezes foi à sala de chá do Palácio pedir para eu ajudar na sua campanha, dizendo que poderia abandonar os seus candidatos? É preciso abandonar o ranço da mentira e da hipocrisia”, disse Marconi.. Trabalhei, me esforcei, tive bons auxiliares. Obrigado, Estado de Goiás”, arrematou.

Veja abaixo o vídeo:

 

 

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Irapuan Bezerra

O Velho ditado diz: Quem procura acha, e o Jose Nelto Achou… TOMOU PAPUDO ?