Marconi propõe que Goiás e Roraima estreitem relações econômicas e administrativas

Ex-governador do Estado do Norte brasileiro diz que o Brasil tem muito a aprender com a experiência e o arrojo do goiano

| Foto: Charles Wellington

De acordo com o governador Marconi Perillo (PSDB), “o País está mudando para melhor”| Foto: Charles Wellington

O governador Marconi Perillo (PSDB) afirmou nesta quinta-feira (9/10), em Boa Vista (RR), que Goiás e Roraima devem aproveitar suas semelhanças e vocações econômicas para estabelecer uma agenda administrativa e de desenvolvimento comum aos dois estados.

A convite de lideranças políticas e empresariais, Marconi esteve na Prefeitura da capital, na Assembleia Legislativa e na Federação da Indústria (Fier) de Roraima e falou sobre gestão pública, desenvolvimento econômico e alternativas e saídas para a crise econômica.

No primeiro compromisso, o goiano foi recebido pela prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (PMDB) na sede administrativa. Depois, Marconi foi recepcionado na Assembleia pelo presidente do Legislativo, Jalser Renier (SD), e pelo ex-governador de Roraima José Anchieta (PSDB).

O governador encerrou a agenda no Estado em reunião com empresários roraimenses, no auditório da Federação da Indústria (Fier). Depois, seguiu para Macapá (AP), onde se encontra com autoridades e empresários.

Marconi foi abordado e questionado principalmente sobre o crescimento econômico de Goiás durante seus governos, o ajuste fiscal que realizou nas contas do Estado, a adoção do modelo de gestão compartilhada dos hospitais com Organizações Sociais (OSs), a criação do Consórcio Brasil Central e sua avaliação sobre as crises econômicas e política. Durante a agenda de compromissos, também esteve com auxiliares da governadora Suely Campos (PP).

“Sou otimista em relação ao Brasil. O país está mudando para melhor”, afirmou Marconi. Na Fier, o goiana propôs parceria com o Governo de Goiás. “Podemos convergir nossos interesses e fortalecer nossas economias gerando mais emprego e renda para nossos Estados.”

“Proponho uma aliança federativa, administrativa e econômica mais forte entre o Estado de Goiás, que eu tenho a honra de governar, e o Estado de Roraima. Eu me proponho a reunir em Goiânia todos os maiores e melhores empresários da produção de aves, suínos, carnes, medicamentos, etanol e outros setores da economia interessados, para que o Estado de Roraima apresente todas as potencialidades de que dispõe.”

O governador disse ainda que vai atuar pessoalmente para estreitar as relações econômicas entre os dois estados.  “Quero atuar pessoalmente no estímulo ao setor privado de Goiás para que venham para cá, para que tragam sua experiência e abram novas fronteiras econômicas em Roraima, a exemplo do que já fizeram os gaúchos ao longo do Brasil. Nós temos empresários ousados, criativos, empresários que querem expandir seus negócios”, declarou.

Na Fier, Marconi ressaltou também a importância do agronegócio para as economias de Goiás e de Roraima, e afirmou que os governos e o setores produtivos dos dois estados podem atuar juntos para incrementar, agregar valor e modernizar suas agropecuárias.

“Goiás é um Estado muito forte no agronegócio. Nós temos a segunda maior produção de cana-de-açúcar e de etanol do Brasil. Nós temos o maior polo de indústrias farmacêuticas do Brasil, com mais de 50 indústrias produzindo. Temos uma indústria alimentícia muito forte, eu incentivei muito a agregação de valor às nossas matérias-primas.”

Parcerias

Ainda na sede da Fier, Marconi voltou a propor parcerias administrativas para o crescimento econômico dos dois estados, com Goiás dando suporte para o crescimento de Roraima. Em sua explanação para empresários e lideranças políticas, destacou a importância da transparência na gestão pública e lembrou que Goiás saltou para o segundo lugar no ranking do Ministério Público Federal em transparência.

O presidente da Assembleia Legislativa, que comandou a sessão ordinária na qual Marconi falou aos parlamentares, secretários estaduais e municipais, vereadores e empresários, afirmou que “o Brasil precisa da experiência e das iniciativas inovadoras de Marconi Perillo e de suas gestões” e que “os resultados alcançados por Goiás na economia e na gestão são um alento e uma prova de que o País pode avançar e sair da crise”.

O ex-governador José Anchieta disse que, “quando esteve à frente do Estado de Roraima aprendeu muito com Marconi, com sua liderança e arrojo para governar”, e que “diversas vezes se aconselhou com ele”.

“Não é à toa que o governador Marconi Perillo está no quarto mandato. Se chegou até aqui é porque fez uma administração de resultados, com uma agenda verdadeiramente voltada para o desenvolvimento econômico e social. O Brasil tem muito a aprender com Marconi”, disse José Anchieta. (Com Gabinete de Imprensa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.