Marconi Perillo: “Continuarei no PSDB o tempo que Deus me der vida”

Governador enalteceu partido no qual milita há 20 anos e garantiu que não tem interesse em abandonar a legenda: “Ao PSDB só se entra, não se sai”

Governador Marconi Perillo continuará tucano | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Governador Marconi Perillo continuará tucano | Foto: Alexandre Parrode / Jornal Opção

Comemorando 20 anos de militância no PSDB, o governador Marconi Perillo rebateu especulações de um suposto interesse em deixar o partido. Em um discurso caloroso, o tucano garantiu que, caso venha a disputar uma nova eleição no futuro, será pelo PSDB: “Vou continuar neste partido o tempo que Deus me der vida”.

Durante a eleição do diretório metropolitano do PSDB, no qual o empresário Rafael Lousa foi ungido à presidência, Marconi destacou a importância da social-democracia e aproveitou para exaltar os feitos de seus três governos. “Deixaremos o maior saldo de desenvolvimento e conquistas de toda a história de Goiás. Tenho orgulho de ter liderado este projeto pelo PSDB”, afirmou sendo ovacionado pela militância.

Na Câmara Municipal de Goiânia — comandada pelo vereador tucano Anselmo Pereira –, o tucano-chefe lembrou o ex-governador de São Paulo Mário Covas para mostrar sua paixão pelo partido: “Ao PSDB só se entra, não se sai”. Marconi destacou, ainda, que exerceu todo o mandato de deputado federal, bem como os cinco majoritários (quatro como governador e um como senador), pelo PSDB. “Um partido que orgulha o povo brasileiro, repleto de homens e mulheres honrados. Eu sou muito grato a todos vocês”, arrematou.

As afirmações do governador Marconi Perillo vêm após ele ter recebido convite do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, para se filiar ao PSD. De olho na disputa presidencial de 2018, o goiano estaria tentando viabilizar seu nome, mas esbarra nos interesses do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do senador mineiro e ex-presidenciável, Aécio Neves — que estão na fila tucana para o cargo mais alto do Executivo brasileiro.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Epaminondas

Depois da puxada de ovários que deu em Dilma, Marconi poderia considerar sua mudança para a linha de apoio / capacho do PT, o PSB. Assim pararia de constranger o PSDB goiano.

Não que o PSDB pararia de passar vergonha, é claro.

Welbi Maia Brito

O PSDB está unido e organizado. Focado em fazer oposição ao
governo Dilma. Já o PT em frangalhos. Os grupos de Dilma e Lula em guerra pelo
poder interno do partido. Um tenta salvar o governo, o outro tenta de descolar
do desgaste da presidentA, na tentativa de viabilizar a candidatura de Lula
para 2018. Acho que nenhum dos dois se salvarão.