Marconi: “Nunca vi dar certo essa história de ‘cada um por si’ em política”

Em Anápolis, governador de Goiás alertou aliados sobre necessidade de união para vencer eleições e alfinetou quem só pensa em projetos pessoais

Alexandre Baldy, Carlos Antônio e Marconi na chegada do evento

Alexandre Baldy, Carlos Antônio e Marconi na chegada do evento

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), fez mais um alerta aos aliados que pretendem disputar eleições em 2016. Durante encontro do PTN em Anápolis, o tucano-chefe disse que tem observado muitos colocarem projetos pessoais à frente do coletivo da base.

“Eu nunca vi dar certo na política essa história de ‘cada um por si e Deus por todos’. Eu fui leal e solidário aos companheiros da base o tempo todo. Em momentos difíceis ou até impossíveis eu aceitei o desafio de liderar as eleições aqui no Estado para que os nossos companheiros pudessem nos ajudar a imprimir um plano de governo que transformou a realidade de Goiás. Nunca corri da raia e nunca pensei nos meus projetos pessoais. Sempre foi no coletivo”, destacou.

Esta é a segunda vez em menos de uma semana que o governador defende união de candidatos da base governista. No evento em apoio à pré-candidatura do deputado Giuseppe Vecci à Prefeitura de Goiânia, Marconi lembrou que o PSDB passou os últimos 16 anos apoiando outras candidaturas, e que agora tem um candidato próprio próprio, “à altura da modernidade e das exigências do povo” da capital.

As palavras também serviram para a sucessão em Anápolis. A base governista na terceira maior cidade do Estado também tem uma gama de pré-candidatos, incluindo o presidente estadual do PTN, deputado federal Alexandre Babldy, e o deputado estadual do PSDB Carlos Antônio.

“Carlos Antônio tem muito apoio popular, está trabalhando muito, e todos que estão apoiando a candidatura dele, com os quais converso, estão muito animados. Mas o mais importante é debater ideias, projetos, para que Anápolis seja uma cidade cada vez mais importante no contexto estadual”, elogiou o governador, que apoia o tucano.

Durante coletiva, Marconi voltou a defender a união: “Reafirmo meu compromisso com a unidade da nossa base, e espero que permaneçamos cada vez mais unidos. É com união que teremos êxito no nosso projeto, que deve ser sempre coletivo, acima de questões pessoais. Espero nossa unidade com o PTN em todo o Estado. Afinal, existem muitos prefeitos do meu partido, o PSDB, que apoiaram a candidatura do deputado Baldy.”

Superação

Marconi Perillo afirmou, ainda durante o evento, que Goiás já superou a crise econômica e está pronto para voltar a crescer. Ao citar os esforços da gestão estadual para contornar a crise econômica, Marconi disse que os partidos que compõem sua base de apoio administrativo “devem também estar unidos em torno de um projeto municipal único de desenvolvimento econômico e humano para todo o Estado”.

“Tivemos a coragem de fazer os cortes e os ajustes necessários, muito além do que vínhamos fazendo, porque sempre tratamos as contas públicas com extrema responsabilidade, e graças a isso, podemos dizer que já superamos a crise econômica”, disse o governador. Segundo ele, a hora agora é de “entrega de obras e, além de inaugurar muito, concluir as obras iniciadas para prosseguir entregando benefícios em todo o Estado durante o restante de 2016, em 2017 em 2018”.

O tucano também citou as importantes obras do governo estadual em Anápolis que estão em ritmo acelerado, como o Aeroporto de Cargas, em fase de conclusão; o presídio e o Centro de Convenções. “Obras grandiosíssimas que demonstram nosso compromisso e respeito com o futuro de Anápolis”, disse.

Veja vídeo:

Goiano em alta

O ex-governador do Tocantins Carlos Henrique Gaguim (PTN) defendeu, durante encontro do partido em Anápolis, a candidatura do governador Marconi Perillo para a Presidência da República em 2018. “Marconi é o melhor nome do PSDB e do conjunto dos partidos para disputar a Presidência da República, não apenas de seu partido, mas do conjunto de partidos do País”, asegurou ele.

Deixe um comentário