Marconi confirma construção de Instituto Tecnológico em Catalão

Governador anunciou investimento de R$ 5 milhões e capacidade para atender 2 mil alunos por ano

Marconi e Luiz Maronezi | Foto: Governo de Goiás

Em conformidade com a política definida pelo governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), de fortalecer o ensino profissionalizante, a Secretaria de Desenvolvimento (SED), por meio da superintendência Executiva de Ciência e Tecnologia, realizará, nesta terça-feira (24/1), o lançamento das obras do Itego Professor Antônio Salles, construído junto ao Parque Tecnológico GoiásTec em Catalão.

Para a construção da unidade, serão investidos R$ 5 milhões, oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia e terá capacidade de atender 2 mil alunos ao ano. A previsão é a de que a obra seja concluída no prazo de 12 meses.

O Itego Prof. Antônio Salles homenageia o professor da Escola Presidente Roosevelt, posteriormente denominada Escola São Bernardino Siena, de Catalão. Ele foi também chefe do Departamento de Letras da Universidade de Brasília.

Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento, Luiz Maronezi, a construção deste Itego tem como objetivo complementar a cadeia produtiva do município, reconhecido pelas indústrias do setor metalmecânico e de mineração.

A unidade, que será edificada dentro do condomínio empresarial e tecnológico da cidade para a oferta de cursos voltados para o setor metalmecânico, faz parte do Programa Goiano de Parques Tecnológicos. Fará parte do seu estuário de ações também um programa de incubação de Empresas, que vai promover o empreendedorismo e o nascimento de novos negócios inovadores.

O Parque Tecnológico GoiásTec tem como foco os setores de Agronegócios, Alimentos, Confecções, Logística, Metalmecânico e Mineração. Além disso, a formação de mão de obra ocorre de acordo com as vocações e potenciais empresariais do município e da região.

O Itego oferecerá serviços de transferência de tecnologia e tecnológicos, fomentando o desenvolvimento e inovação tecnológica das empresas, especialmente as residentes no GoiásTec.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.