Manutenção chega a 50% da malha rodoviária estadual, informa Agetop

Serviços de conservação adotados pela Agência Goiana de Transportes e Obras já foram realizados em aproximadamente 10 mil quilômetros das GOs, segundo o órgão

Agetop realizou manutenção do trecho da GO-142, no fim do perímetro urbano do distrito de Mata Azul, em Montividiu do Norte | Foto: Comunicação Setorial da Agetop

Agetop realizou manutenção do trecho da GO-142, no fim do perímetro urbano entre o distrito de Mata Azul e Montividiu do Norte | Foto: Comunicação Setorial da Agetop

50% da manutenção da malha rodoviária estadual já foi recuperada. A informação é da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop). De acordo com o órgão, aproximadamente 10 mil quilômetros da malha pavimentada e não asfaltada receberam obras em 90 de atuação do programa Rodovida Manutenção.

Segundo a Agetop, o Rodovida Manutenção tem atuado na execução de serviços de conservação para acelerar a melhoria da qualidade da pavimentação das rodovias estaduais em Goiás. A ação resulta na boa condição de tráfego nas GOs recuperadas, informou a agência.

Os trechos que receberam obras do Rodovida Manutenção são o fim do perímetro urbano entre Montividiu do Norte e o distrito de Mata Azul, na GO-142, o entroncamento da GP-210 com com a BR-352 e a GO-330, em Goiandira, o trecho da GO-142 no entroncamento com a GO-244, em Montividiu do Norte e a GO-173 de Israelândia a Jaupaci.

Também estão na lista de serviços realizados o perímetro urbano da GO-480, no distrito de Castrinópolis, em Rialma, o trecho da GO-352 entre os distritos de Grupelândia e Capelinha, a GO-156 de Itapuranga ao distrito de Diolândia e o entroncamento da GO-215 com a BR-153 em Pontalina.

Estão entre os serviços executados pelo programa o reparo localizado com operações tapa buracos, o revestimento asfáltico nas vias pavimentadas e o revestimento primário e preservação da estrutura das estradas (não pavimentadas).

O órgão informou que esse trabalho é intensificado no período chuvoso e que, mesmo fora dos meses com maior incidência de chuva, as ações serão rotineiras durante todo o ano. As margens das rodovias estaduais também recebem roçagem e limpeza do sistema de drenagem das vias, com descidas de água, meio fio e bueiros.

De acordo com a Agetop, a recomposição do encabeçamento de pontos, contenção de erosões com a recomposição dos locais atingidos são algumas das obras que “garantirão boa trafegabilidade das rodovias estaduais”. (Com informações da Agetop)

Recuperação do trecho não pavimentado na GO-173, entre Israelândia e Jaupaci | Foto: Comunicação Setorial da Agetop

Recuperação do trecho não pavimentado na GO-173, entre Israelândia e Jaupaci | Foto: Comunicação Setorial da Agetop

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.