Manuela D’Ávila vê com “tranquilidade” eventual aliança do PCdoB com Zé Eliton

Pré-candidata à Presidência, deputada gaúcha diz que diretórios estaduais têm autonomia para buscar melhores alianças

Manuela D’Ávila e Zé Eliton: PCdoB pode caminhar com PSDB | Fotos: reprodução/ Facebook

Pré-candidata à Presidência da República pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), a deputada estadual Manuela D’Ávila (RS) afirmou que não vê problemas de seu partido apoiar uma eventual candidatura do vice-governador Zé Eliton (PSDB) ao governo de Goiás em 2018.

Em entrevista à Rádio 730 na manhã desta sexta-feira (8/12), a comunista afirmou ver com “tranquilidade” o aceno da deputada estadual e presidente regional da legenda, Isaura Lemos, em apoiar o PSDB nas eleições estaduais. “Não somos um partido de caciques. Construímos em cada Estado as melhores alianças para tentar garantir políticas públicas”, diz.

Ao ser questionada sobre as diferenças ideológicas entre os partidos, ela reforçou que “os estados têm autonomia e constroem candidaturas a partir do que a política local define”. Ainda declarou que “partidos no Brasil têm muita regionalização em suas ações”.

Isaura Lemos afirmou no último mês que “acha interessante o caminho desenvolvimentista do Estado liderado pelo governo Marconi Perillo”. Mesmo sendo de partidos de oposição, ela também afirmou “ser possível pontualmente buscar uma parceria em alguns pontos do governo Marconi”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.