Mandetta entrega à CPI carta que escreveu à Bolsonaro sobre ‘colapso na saúde’

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta é o primeiro a ser ouvido pela CPI da Covid no Senado Federal

O ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, apresentou nesta terça-feira, 04, durante sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito, CPI da Covid, uma carta que entregou ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), alertando sobre os riscos da pandemia, ainda em 2020, durante a sua gestão no comando da pasta. Ele foi demitido do cargo em abril de 2020.

No documento, com a data de 28 de março do ano passado, Mandetta “recomenda expressamente” ao presidente que reveja o posicionamento adotado, acompanhando as recomendações do Ministério da Saúde, “uma vez que a adoção de medidas em sentido contrário poderá gerar colapso do sistema de saúde e gravíssimas consequências à saúde da população”.

O ex-ministro diz ainda que “em que pese todo esforço empreendido por esta pasta para proteção da saúde da população e, via de consequência, preservação de vidas no contexto da resposta à epidemia da Covid-19, as orientações e recomendações não receberam apoio deste governo federal, embora tenham sido embasadas por especialistas e autoridades em saúde”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.