“Mandem entregador branco, não gosto de pretos nem pardos”, diz cliente de aplicativo

O cliente ainda exigiu que a entrega fosse rápida; Polícia Civil deve investigar o caso

Em Goiânia, ao fazer um pedido pelo IFood, uma pessoa especificou que não gostaria que o entregador fosse alguém preto ou pardo. “Por favor, mandem um entregador branco, não gosto de pretos nem pardos. Venham rápido”. A Polícia Civil investiga o caso como racismo.

O pedido, que foi feito em uma confeitaria, gerou indignação e constrangimento na empresária que recebeu a solicitação pelo aplicativo. Segunda ela, o motociclista que fez a entrega disse que duas mulheres o receberam, mas que ambas negaram terem escrito a mensagem.

O delegado Joaquim Adorno, que chefia o Grupo Especializado no Atendimento às Vítimas de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Geacri), disse que caso seja julgado como racismo, a pena pode gerar até 3 anos de prisão. “É um crime de ação pública incondicionada, então a Polícia tem a obrigação de apurar. […] Esse tipo de comportamento pode ser configurado como prática, incitação ou induzimento ao preconceito ou discriminação de raça, cor ou etnia, […] com pena de prisão de 1 a 3 anos”, afirmou.

Em nota, o IFood disse lamentar o ocorrido e que “repudia qualquer ato de discriminação”. Como medida preventiva, o aplicativo vai retirar o cadastro da pessoa que fez a observação racista. “Por conta desse episódio, vamos iniciar um processo de investigação interno para que as devidas providências sejam tomadas, incluindo o descadastramento do cliente”, afirmaram.

Com informações do G1Goiás *

Uma resposta para ““Mandem entregador branco, não gosto de pretos nem pardos”, diz cliente de aplicativo”

  1. Avatar Josuelina Carneiro disse:

    IRRITANTE ESTA MANIA DE DIZEREM: Se for julgado como crime tal, pode pegar tantos anos de cadeia. Está na lei, porém não é aplicada nem cumprida, principalmente se o acusado tiver dinheiro ou algum padrinho político influente, tão ordinário quanto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.