Mais árvores são derrubadas para a construção do BRT Norte-Sul

Número oficial de espécies derrubadas ultrapassa casa de 1.100. Prefeitura promete compensação ambiental

Foto: Fábio Costa/ Jornal Opção

O consórcio responsável pelas obras do BRT da rua 90 realizou, nesta quinta-feira, 9, a derrubada das palmeiras que delimitavam o antigo corredor de ônibus. Segundo a Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), a ação já estava prevista e terá compensação ambiental com o plantio de novas espécies.

Segundo informações da Amma, desde que as obras foram iniciadas em 2015, cerca de outras 1.500 espécies foram derrubadas. Entretanto a compensação ambiental prevê o plantio de outras novas 17,1 mil. Até abril a empresa responsável teria plantado cerca de 6 mil.

Sobre as palmeiras derrubadas nesta quinta-feira, 9, a Amma informa que determinou o plantio de outro exemplar para cada guariroba derrubada.

“Cada espécie será substituída por um jerivá, que é uma palmeira de elevado valor ecológico e ornamental. O jerivá possui maior área folhear e seus frutos são atrativos alimentares para araras, periquitos e tucanos”, disse o órgão em nota.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.