Maioria dos deputados federais goianos deve ir de Eduardo Cunha, desafeto peemedebista de Dilma

Além da posse, o dia 1º de fevereiro será marcado pela eleição da mesa diretora do biênio 2015-2016. Pelo menos 10 goianos apoiam Cunha

Eduardo Cunha (PMDB) e Arlindo Chinaglia (PT) disputam presidência da Câmara: Cunha é favorito dos goianos | Fotos: Fotos Públicas

Eduardo Cunha (PMDB) e Arlindo Chinaglia (PT) disputam presidência da Câmara: Cunha é favorito dos goianos | Fotos: Fotos Públicas

O próximo domingo, 1º de fevereiro, não será marcado apenas pela posse dos deputados e senadores eleitos no pleito de 2014. Haverá também a (acirrada) disputa pela presidência das Casas. Enquanto o Senado parece ter como certa a reeleição do atual presidente, Renan Calheiros (PMDB-AL), a Câmara Federal promete um embate mais vigoroso.

De um lado, um dos maiores articuladores de Brasília, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de outro, o candidato do governo, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Embora Cunha seja o mais bem cotado e favorito para vencer a disputa, o petista tem se reunido com líderes partidários — leia-se oferecendo cargos e benesses no segundo governo Dilma.

Dilma esta que não quer nem saber do carioca. Embora do PMDB, Eduardo Cunha não agrada em nada a petista chefe, pois trabalha na base do recibo. Cedeu aqui, tem que pagar ali. Além disso, prega uma Câmara “independente” e, por isso, conquistou aliados fieis.

Goiás que o diga. A maioria dos deputados federais eleitos para a legislatura 2015-2018 vai com ele. O Jornal Opção Online apurou que pelo menos dez dos 17 goianos devem votar em Eduardo Cunha.

Apesar de haver um terceiro candidato, curiosamente intitulado como o representante da oposição, Júlio Delgado (PSB-MG) deve ser preferido apenas por um goiano. Vale ressaltar que o PSDB fez seis deputados federais no último pleito — todos eles estão com Cunha.

A vitória do peemedebista já é dada como certa já no primeiro turno — são necessários 257 votos para tanto. Contudo, há quem diga que Chinaglia conseguirá atrapalhar esses planos, levando a disputa ao segundo turno (que, caso ocorra, é realizado logo após ser findada a primeira disputa).

Como o voto é secreto, não há como saber exatamente. Veja como devem votar os goianos:

Delegado Waldir (PSDB) – Eduardo Cunha

Giuseppe Vecci (PSDB) – Eduardo Cunha

Célio Silveira (PSDB) – Eduardo Cunha

Fábio Sousa (PSDB) – Eduardo Cunha

João Campos (PSDB) – Eduardo Cunha

Alexandre Baldy (PSDB) – Eduardo Cunha

Daniel Vilela (PMDB) – Eduardo Cunha

Pedro Chaves (PMDB) – Eduardo Cunha

Jovair Arantes (PTB) – Eduardo Cunha

Lucas Vergílio (SD) – Eduardo Cunha

Total: 10 deputados

Marcos Abrão (PPS) – Júlio Delgado

Total: 1 deputado

Rubens Ottoni (PT) – Arlindo Chinaglia

Magda Mofatto (PR) – Arlindo Chinaglia

Flávia Morais (PDT) – Arlindo Chinaglia

Roberto Balestra (PP) – Arlindo Chinaglia

Thiago Peixoto (PSD) – Arlindo Chinaglia

Heuler Cruvinel (PSD) – Arlindo Chinaglia

Total: 6 deputados

 

2
Deixe um comentário

1 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
Epaminondas

De um lado, petistas e governistas. Do outro, delegado e pastores.

Isto parece Aliens versus Predator: Não importa quem ganhe, nós perderemos.

Di Almeida

Penso o mesmo.