Mais de 90% dos brasileiros são contrários ao benefício. Levantamento foi feito pelo Paraná Pesquisas

Foto: Reprodução

O Instituto Paraná Pesquisas realizou uma análise acerca do “posicionamento quanto a saidinha de presos no dia das mães e pais para quem foi condenado por matar os pais ou filhos”. Conforme apurado, 93,8% são contra.

Realizada 160 municípios dos 27 entes federativos entre os dias 20 e 25 de agosto deste ano, a pesquisa revelou, também, que somente 4,1% são a favor da “saidinha” nesses casos. 2,2% não souberam opinar.

Por região, os números contra a saída e a favor ficaram da seguinte forma: Norte e Centro-Oeste, 93,6% e 4,7%; Nordeste, 92,9% e 4,2%; Sudeste, 93,6% e 4,4%; e no Sul, 95,9% e 2,0%. Também foram apontadas as variações entre homens (93,8% e 4,5%) e mulheres (93,7% e 3,7%).

Vale destacar que a pesquisa tem grau de confiança de 95%. A margem de erro estimada é de aproximadamente 2%.