Maioria dos brasileiros acredita que Lula será condenado, mas não preso

Petista foi sentenciado pelo juiz Sérgio Moro a nove anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro  

Lula, durante depoimento ao juiz Sergio Moro, em Curitiba| Foto: Reprodução

Condenado pelo juiz federal Sérgio Moro a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o ex-presidente Lula (PT) ainda aguarda a confirmação da decisão em uma segunda instância, no Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região.

Levantamento do instituto Paraná Pesquisas divulgado nesta sexta-feira (22/12), mostra que a maioria da população acredita que a decisão de Moro será mantida pelos desembargadores. Independente de concordar ou não com o julgamento, 50,8% dos entrevistados disseram que Lula será condenado, ante 39,8% que apostaram em uma absolvição.

No entanto, a parcela dos que acreditam que ele será preso é ainda menor: só 35,8%. Por outro lado, 56,6% disseram que o ex-presidente não será preso.

A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 21 de dezembro deste ano, em 26 Estados com 2.020 brasileiros. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Lava Jato

Pré-candidato à Presidência da República, o ex-presidente Lula (PT) foi condenado no processo que investigou a compra e a reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. Apesar da sentença, Lula recorre em liberdade. O juiz Sérgio Moro garante que as reformas executadas no apartamento pela empresa OAS provam que o imóvel era destinado ao ex-presidente.

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, já marcou o julgamento da apelação do ex-presidente contra a sentença do magistrado. No dia 24 de janeiro de 2018, a expectativa é que a condenação seja mantida.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.