Maia acolhe pedido e suspende 12 deputados do PSL, entre eles o líder do governo Major Vitor Hugo

Solicitação feita pelo partido foi acatada pela Câmara Federal. Além do líder do governo, outros 11 deputados foram suspensos por um ano, o que pode abrir caminho para mudanças na liderança da sigla

Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Acatando solicitação do presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, a Câmara oficializou nesta quarta-feira, 4, a suspensão de 12 deputados da sigla. Entre os parlamentares penalizados por faltar disciplinar está o líder do governo na Câmara, o deputado goiano Major Vitor Hugo. Com a bancada reduzida, o partido deve conduzir Joice Hasselmann à liderança, ocupada por Eduardo Bolsonaro (PSL).

Após a decisão ratificada no Diário Oficial da Câmara, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM) destacou que não coube a ele avaliar o teor da suspensão. “É do Partido Político a prerrogativa de estabelecer sanções disciplinares em seu estatuto bem como regular o processo necessário a efetivar tais punições. A decisão de sancionar o parlamentar por falta disciplinar é, portanto, privativa de sua agremiação”, diz em texto.

Na prática, os deputados perdem apenas funções partidárias, como a impossibilidade de orientar a bancada, representar o partido e participar da escolha do líder da bancada pelo tempo de desligamento, de um ano, nesse caso.

Com a bancada reduzida de 53 para 41 deputados, formando maioria de bivaristas, o partido deverá votar por novo líder. O cabo de guerra protagonizado no ano passado após a crise entre as alas bolsonaristas e bivaristas acabou pela condução do filho do presidente, deputado Eduardo Bolsonaro (PSL) à liderança do partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.