Mãe de ‘Doutor Bumbum’ passa mal durante audiência do filho

1º Tribunal do Júri ouvia testemunhas sobre morte da bancária Lilian Calixto, no ano passado, após passar por bioplastia nos glúteos feita pelo médico

Foto: Reprodução

Maria de Fátima Furtado, mãe de Denis Furtado, conhecido como o Doutor Bumbum, passou mal na última terça-feira, 16, no 1º Tribunal do Júri, durante a audiência de instrução e julgamento sobre a morte da bancária Lilian Calixto.

Maria de Fátima pediu a interrupção dos depoimentos para que fosse atendida por um médico do Tribunal de Justiça, atestando que não se tratava de nada grave, a juíza Viviane Ramos de Faria deu continuidade às oitivas.

O caso

Lilian Calixto morreu na madrugada do dia 15 de julho do ano passado em decorrência de uma embolia pulmonar, após ter passado por um procedimento em que Denis injetou uma substância derivada do acrílico, o PMMA, em seus glúteos.

Depoimentos

Depuseram três pessoas escolhidas pela acusação e outra apresentada pela defesa. A namorada de Bumbum, Renata Cirne, que também é ré no processo, foi dispensada da audiência pela juíza.

Um dos policiais civis que foi ao Shopping Downtown, na Barra da Tijuca, onde Denis tinha consultório, no dia da morte de Lilian, revelou que o acusado fugiu assim que ele se identificou. O policial contou ainda, que Bumbm só foi preso quatro dias depois.

Já o enfermeiro do hospital Copa D’Or, que prestou os primeiros socorros a Lilian, contou que a vítima já chegou à unidade muito mal, sentindo náuseas e com a pressão arterial muito baixa, além de dificuldades para respirar. Ele afirmou que Lilian chegou a dizer que tinha acabado de realizar uma bioplastia nos glúteos.

Além disso, segundo o enfermeiro, Denis chegou ao hospital pouco depois de Lilian dar entrada, entretanto, ficou apenas alguns minutos.

Uma nova audiência será marcada para as testemunhas de defesa serem ouvidas e os réus sejam interrogados.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.