“Lula não será presidente do Brasil outra vez”, diz Roberto Jefferson

Delator do “mensalão”, presidente nacional do PTB aposta que petista será preso e elogia atuação de Sérgio Moro

Roberto Jefferson em 2005 | Foto: Marcello Casal Jr./ Agência Brasil

Presidente nacional do PTB, o ex-deputado Roberto Jefferson disse, em entrevista à revista “IstoÉ”, que não acredita que Lula (PT) será eleito à Presidência da República em 2018. “Não vejo chance de ele voltar. Ele não será presidente do Brasil outra vez. Ele perde no voto, a rejeição é muito grande. Virou um político comum, igual aos outros”, garantiu.

Mesmo aparecendo na liderança de todas as pesquisas já divulgadas, o ex-presidente petista estaria sendo beneficiado, segundo Jefferson, do que os publicitários chamam de recall (índice de lembrança por parte dos eleitores).

“Eu já não gosto de recall porque eu só vejo isso para trocar peça de automóvel que veio com defeito de fábrica. Lula tem recall e recall, para mim, no Lula é um gravíssimo defeito. Eu aposto com você que vão trocar as peças dele e que ele não volta para a Presidência da República”, opinou.

À IstoÉ, o ex-deputado — que foi aliado do PT e denunciou o esquema de corrupção “mensalão” no governo Lula — destacou os cinco inquéritos no qual o ex-presidente é réu e enalteceu a postura do juiz da Operação Lava Jato, Sérgio Moro, que estaria agindo “com muita cautela”.

“Preso ele será, mas não sei se agora […] É um jogo de xadrez. Já jogaram no chão os peões, aí colocaram os bispos no chão, depois os cavalos, as torres. Derrubaram a rainha e o rei está em xeque. Não está em xeque-mate, mas xeque ao rei. Agora é continuar apurando. Esclarecendo esses processos, não tem jeito mais para o Lula, não”, argumentou.

Para Roberto Jefferson, apesar do que mostram as próprias pesquisas, Lula teria uma alta rejeição, inclusive no Nordeste — região que sempre garantiu expressiva votação ao projeto do PT. “Quando ele está no aeroporto do Ceará e o pessoal diz ‘Lula, ladrão, teu lugar é na prisão’, aí você já vê. Ele diz que no Nordeste é imbatível, então a gente começa a perceber que lá também está perdendo muito do respeito que conquistou”, ressaltou.

O que esperar

Questionado pela revista sobre como avaliaria o cenário para a sucessão ao Planalto em 2018, Roberto Jefferson aposta que não será eleito um “aventureiro”, mas alguém com biografia e passado probo.

“Você vai ter gente de fora da política, vai ter governadores e prefeitos bem provados, empresários de grande nome. Nas Forças Armadas pode vir um grande nome militar. Na área de esportes também, Bernardinho [ex-técnico de vôlei] é um nome disputadíssimo no Rio [de Janeiro]. Tenho ouvido que há um apelo para que o general Augusto Heleno dispute a eleição presidencial no Brasil. Vamos ter nomes qualificados”, respondeu.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Paivamelo

Lula não vai a lugar nenhum na política assim, afinal ele nunca foi tão querido assim, nunca conseguiu levar no primeiro turno. O FHC ganhou duas vezes no primeiro turno. Agora que ele está mais sujo do que poleiro de pato, jamais se elegerá. Nem no primeiro nem em turno nenhum. Pensar isso é puro engano. Um presidente como o FHC que saiu de bem com a população não se reelegeria mais, imagina o Lula do jeito que está. Acredito que esta mídia mesmo falando mal dele o coloca na pauta das maiores discussões dos possíveis candidatos à presidência, mas… Leia mais