Lula e Dilma podem vir a Goiânia endossar candidatura de Adriana Accorsi à prefeitura

Ex-presidentes petistas preparam giro pelo Brasil para participar de atos de candidatos do PT no pleito de 2016

Dilma Rousseff e Adriana Accorsi em Goiânia | Foto: reprodução

Dilma Rousseff e Adriana Accorsi em Goiânia | Foto: reprodução

A Folha de S. Paulo registra, neste sábado (3/9), que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) pretende viajar pelo País para participar de algumas campanhas municipais. Já recebeu alguns convites e sublinha-se que o foco será o Nordeste (onde a rejeição ao processo de impeachment é maior). Contudo, um interlocutor revelou ao Jornal Opção que a petista já foi convidada para vir a Goiás.

Após os dez dias de descanso que estão programados, Dilma pode ser recebida em Goiânia para endossar a campanha da candidata do PT à prefeitura, Adriana Accorsi. Única mulher no pleito da capital goiana, a deputada estadual tem história no partido e, por sua competência e retidão, é considerada uma das grandes promessas para as próximas eleições.

Não há confirmação ainda, porém, avalia-se que a caravana da ex-presidente possa passar também em Anápolis — onde o prefeito João Gomes disputa a reeleição. A cidade é lar dos irmãos Rubens Otoni (deputado federal) e Antônio Gomide (ex-prefeito e candidato a vereador, queridíssimo na terceira maior cidade de Goiás).

Além de Dilma, o ex-presidente Lula também é sondado para vir a Goiânia.

Em entrevista ao Jornal Opção, o deputado estadual e presidente Metropolitano do PT, Luis César Bueno, afirmou que, de fato, não há agenda. Contudo, lembrou que, entre os dias 14 e 16 de setembro, haverá uma reunião nacional do partido em São Paulo para traçar estratégias para combater o governo de Michel Temer (PMDB) e pode ser que de lá saia uma definição.

“A presidenta Dilma, antes do golpe se consumar, tinha melhorado sua aprovação de 7% para 36%. Mostra que evoluiu significativamente o grupo de brasileiros que entendem a ilegitimidade do processo. Enquanto isso, a popularidade de Temer caiu de 13% para 6%. Cumpriremos nosso compromisso de fazer oposição sem trégua”, garantiu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.