“Luiz Rassi foi modelo de caráter e dedicação à medicina”, diz Marconi

Governador de Goiás participou da missa de sétimo dia do médico que fez história no Estado

Marconi durante a missa de Luiz Rassi |  Foto: Eduardo Ferreira

Marconi durante a missa de Luiz Rassi | Foto: Eduardo Ferreira

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), expressou neste domingo o respeito e a gratidão do Governo e da população de Goiás ao médico Luiz Rassi durante a Missa de Sétimo dia do falecimento do filho de família libanesa que escolheu o Estado para viver e exercer a Medicina.

Na celebração, realizada na Igreja Católica Apostólica Ortodoxa de Antioquia de Goiás, presidida pelo padre Rafael Javier Magul, Marconi afirmou que Luiz Rassi “deixa para sempre registrado seu modelo de caráter, honradez e dedicação à Medicina em Goiás e no Brasil”.

Acompanhado da primeira-dama Valéria Perillo, ele prestou a homenagem durante a celebração, da qual participaram familiares, amigos, pacientes e admiradores do médico, que fundou a Associação Médica de Goiás, participou da criação do Conselho Regional de Medicina do Estado (Cremego) e dedicou mais de 70 dos seus 96 anos de vida à profissão. Filho de imigrantes libaneses, Luiz Rassi nasceu em Cuba e se mudou com a família para o Brasil ainda criança, a princípio em Vianópolis e depois residindo definitivamente em Goiânia.

Em seu pronunciamento, Marconi lembrou que Rassi inspirou todas as gerações de médicos que o sucederam, “tanto por sua dedicação integral ao dom de cuidar da saúde e da vida quanto por sua preocupação com a promoção da saúde entre os cidadãos goianos mais humildes”. O governador destacou a participação de Luiz Rassi nas políticas públicas de saúde em Goiás, tendo como principal contribuição o planejamento e a criação do Hospital Geral de Goiânia (HGG) Alberto Rassi.

Marconi relembrou os principais momentos da extensa trajetória profissional de Luiz Rassi, reconhecido e premiado no Brasil e no exterior por seu profundo talento e dedicação à Medicina. Luiz Rassi dirigiu a sessão que deu origem ao Conselho Regional de Medicina de Goiás (Cremego), em 1957, e foi também o primeiro presidente e fundador da Associação Médica de Goiás (AMG), entre os anos de 1957 e 1959.

O médico participou ainda da turma inaugural de professores da Faculdade de Medicina da Universidade Federal, em 1959. Também presidiu a Sociedade Goiana de Gastroenterologia (1965-1966). Luiz Rassi nasceu em 5 de abril de 1920, em Union de Reyes, Cuba. Veio para o Brasil e se naturalizou. Ingressou na Faculdade Nacional de Medicina, na antiga Universidade do Brasil (RJ), onde se formou em 1947. Integrou a primeira turma de professores do Curso de Medicina da Universidade Federal de Goiás.

Casado com Lygia de Moura Rassi, Luiz Rassi teve cinco filhos: os médicos Luiz Rassi Junior e Pedro Moura Rassi, a advogada Mônica Moura Rassi e a filósofa e musicista Magda Moura Rassi e a arquiteta Ligia Moura Rassi.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.