Lúcia Vânia: “Vanderlan tem chances de surpreender no primeiro turno”

Senadora se disse otimista com desempenho de Vanderlan Cardoso (PSB) e destacou necessidade de continuar com viés propositivo caso haja segundo turno

| Foto: Bruna Aidar/ Jornal Opção

“É uma nova campanha, no segundo turno há um embate muito mais direto com o opositor”, disse ela | Foto: Bruna Aidar/ Jornal Opção

A senadora Lúcia Vânia (PSB) está em Goiânia neste domingo (2/10), onde vota ao meio dia, no Colégio Lyceu, depois de acompanhar o candidato do seu partido à Prefeitura de Goiânia, Vanderlan Cardoso (PSB). No Colégio Estadual Novo Mundo, onde Vanderlan votou, ela se disse otimista com a campanha e com o possível segundo turno.

Comentando a recepção do ex-prefeito de Senador Canedo junto à população goianiense, ela afirmou que o fato de o percentual indicar um aumento da rejeição, o resultado não preocupa: “Isso é natural, à medida que o candidato cresce, a rejeição também cresce porque o opositor começa a se manifestar contra”.

Para ela, os números estão dentro do normal e Vanderlan tem chances de surpreender até mesmo no primeiro turno. “Em relação ao percentual de aprovação e à expectativa de crescimento, ele está perfeitamente bem e acredito que tem toda chance inclusive de surpreender no primeiro turno”.

Caso as previsões das pesquisas eleitorais se concretizem e haja segundo turno, a senadora defende que se reajuste a campanha para apresentar propostas e responder às críticas do adversário de Vanderlan, Iris Rezende (PMDB). “É uma nova campanha, no segundo turno há um embate muito mais direto com o opositor”, ressaltou.

“Em primeiro lugar, acho que é preciso reforçar as propostas, a forma diferente de governar. Em segundo lugar, quanto àquelas acusações graves, que não podem ficar sem resposta, é responder com firmeza e seriedade que a população vai entender perfeitamente”, defendeu ela. “Minha expectativa é que no segundo turno a gente possa fazer um trabalho mais direto, a televisão vai pesar muito e é necessário um reforço no programa, que já é bom, para que a gente possa disputar em igualdade de condições”, destacou.

Ela também comentou a possível migração de votos dos outros candidatos para Vanderlan, frente ao índice de rejeição de Iris. Segundo Lúcia Vânia, é difícil fazer projeções: “É muito imprevisível, temos que ver como vão se aliar os demais candidatos que saíram da disputa”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.