Liminar permite governo de Goiás aderir Regime de Recuperação Fiscal

Decisão do ministro Gilmar Mendes suspende seis contratos do Estado com a União e viabiliza seu ingresso no RRF 

Foto: Reprodução

Por meio de liminar, assinada pelo ministro Gilmar Mendes do Supremo Tribunal Federal (STF), foi determinada a suspensão de seis contratos do governo com a União, por seis meses. Isso permite que Goiás ingresse no Regime de Recuperação Fiscal (RRF).

A medida adotada pelo ministro diz que o governo terá um prazo de seis meses para ingressar com o pedido de adesão ao programa de recuperação fiscal.

Para que Goiás tenha acesso ao Regime, a União deverá desconsiderar alguns pré-requisitos estabelecidos pela legislação vigente para que os demais estados da federação possam adota-lo.

Vale lembrar que a adesão ao Regime de Recuperação Fiscal foi a primeira alternativa cogitada pelo governador do Estado, Ronaldo Caiado (Dem), para recuperação do caixa. A tentativa foi cogitada logo após o democrata ter conhecimento da “real situação” do Estado: “Calamidade financeira”, declarou à época. 

Uma resposta para “Liminar permite governo de Goiás aderir Regime de Recuperação Fiscal”

  1. Avatar Renata Santos disse:

    E a exoneração de TODOS os comissionados do Tce, é tão importante qto a recuperação financeira do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.