Pela decisão, o PSDB deixa a coligação Juntos Podemos Mais comandada pela candidata a reeleição pelo Podemos, Professora Edna

Diego Sorgatto (DEM) | Foto reprodução

O juiz Henrique Santos Magalhães decidiu, através de liminar assinada na manhã desta quinta-feira, 15, manter o Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) na coligação Juntos pra Mudar Luziânia, encabeçada pelo deputado estadual Diego Sorgatto (Dem). Pela decisão, o PSDB deixa a coligação Juntos Podemos Mais comandada pela candidata a reeleição pelo Podemos, Professora Edna.

“Decorrido o prazo final para os registro de candidaturas, foi verificada a
ocorrência de dissidência partidária entre a presente Coligação [Juntos pra Mudar Luziânia] e a Coligação Juntos Podemos Mais, nas quais o partido 45-PSDB consta como integrante simultâneo em ambas as coligações”, explicou o magistrado no documento.

Em seguida, pontuou: “Verifica-se que a convenção partidária que obedeceu aos procedimentos (ritos) previstos no estatuto partidário foi aquela realizada no dia 15/09/2020, pelo então presidente do Diretório Municipal do Partido da Social Democracia Brasileira, sr. Daniel Rodrigues de Queiroz Neto. (…) Esse juízo verifica elementos de convencimento suficientes para considerar válida a convenção realizada”.