Líderes nas intenções de votos, Iris e Delegado Waldir são também os mais rejeitados

Pesquisa mostra que ex-prefeito e deputado federal são apontados como os que goianienses não votariam “de jeito nenhum”

Iris Rezende e Delegado Waldir | Fotos: Jornal Opção

Iris Rezende e Delegado Waldir | Fotos: Jornal Opção

A Rede Record Goiás divulgou, na noite da última quarta-feira (31/5), a primeira pesquisa de intenção de voto para a sucessão do prefeito Paulo Garcia (PT). Realizado pelo Instituto Paraná, o levantamento mostra Iris Rezende (PMDB) e Delegado Waldir (PR) liderando todos os cenários apresentados ao eleitor goianiense.

No entanto, os dois são, também, os pré-candidatos mais rejeitados. Quando questionados em quem não votariam “de jeito nenhum”, 21,2% mencionaram o nome do ex-prefeito peemedebista. Já o deputado federal e ex-tucano foi rejeitado por 11,5%.

A pesquisa aponta que, neste momento, os índices de rejeição de todos os pré-candidatos foram baixos. Iris é o único que ultrapassa a casa dos 20 pontos percentuais. O vereador Djalma Araújo (Rede) marcou 10,6% de menções negativas; seguido por Adriana Accorsi (PT), 10,5%; Luiz Bittencourt (PTB), 9,8%; Francisco Jr. (PSD), 9,5%; Giuseppe Vecci (PSDB), 8,8%; Alexandre Magalhães (PSDC), 7,5%; e Vanderlan Cardoso (PSB), 6,9%; e Flávio Sofiati (PSOL), 5,7%.

Veja abaixo a lista:

Iris Rezende: 21,2%
Delegado Waldir: 11,5%
Djalma Araújo: 10,6%
Adriana Accorsi: 10,5%
Luiz Bittencourt: 9,8%
Francisco Júnior: 9,5%
Giuseppe Vecci: 8,8%
Alexandre Magalhães 7,5%
Vanderlan Cardoso: 6,9%
Flávio Sofiati: 5,7%
Não sabe: 16,9%
Poderia votar em todos: 6,2%

De acordo com o diretor do Instituto Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, o resultado foi influenciado em partes porque os partidos dos candidatos não foram apresentados aos eleitores. “É uma questão técnica, de praxe. Só apresentamos os números quando as candidaturas forem homologadas de fato, aí apresentaremos nomes e números. Outra coisa, com os números do candidato, você acaba induzindo a pesquisa ao momento político que estamos vivendo”, explicou ele em entrevista ao Jornal Opção nesta quarta-feira (1º/6).

Para a realização da pesquisa foi utilizada uma amostra de 650 eleitores, maiores de 16 anos, de todas as regiões de Goiânia entre os dias 25 e 29 de maio. De acordo com a Resolução-TSE nº. 23.453/2015, a pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o nº GO-01495/2016.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.