Líder do Governo na Câmara, Major Vitor Hugo discute articulações da reforma com Bolsonaro

Em conversa realizada neste domingo, 24, parlamentar disse que presidente abordou, entre outras coisas, maneiras de retomar trabalhos para aprovação da matéria

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O deputado federal Major Vitor Hugo (PSL), que também é líder do Governo na Câmara dos Deputados, esteve com o presidente Jair Bolsonaro (PSL) neste domingo, 24, para discutir próximos passos na tramitação da Reforma da Previdência. Os correligionários se reuniram no Palácio da Alvorada.

“Tratamos sobre articulação política, sobre a próxima semana, como retomar os trabalhos para a aprovação da Nova Previdência, a questão dos votos na CCJ, o trabalho junto ao Felipe Francischini [presidente da CCJ] e ao Onyx [Casa Civil]”, disse Major Vitor Hugo, na saída da reunião.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara vai ouvir o ministro da Economia, Paulo Guedes, na terça-feira, 26, sobre a proposta de Reforma da Previdência.

Depois de agendas nos Estados Unidos e no Chile, Bolsonaro volta a tratar de política interna, em que a nova Previdência, como chama o Governo, é prioridade. No sábado, 23, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, pediu diálogo para aprovar a reforma.

“Precisamos manter o diálogo para mostrar à sociedade que essa reforma vem numa linha objetiva de reestruturar o sistema previdenciário de, principalmente, cobrar mais dos que ganham mais, uma alíquota maior; e menos dos que ganham menos”. Maia falou em São Paulo, após compromisso com o governador do estado, João Dória. Ele também afirmou que vai ajudar o governo na articulação política necessária.

Bolsonaro já disse que a responsabilidade pela aprovação da reforma está com o Congresso e que confia nos parlamentares. Maia, no entanto, afirmou que o presidente precisa participar do processo. “O Poder Executivo, tenho certeza, seu presidente vai começar a convidar cada deputado que pensa em votar à favor para explicar os motivos da importância para o governo, para o país – principalmente – e vai assumir essa grande liderança em relação à sociedade, ao Executivo, e o Parlamento”, disse Maia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.