Leitos de UTI destinados a casos de Covid-19 serão mantidos após pandemia, afirma secretário de Saúde de Goiânia

Goiânia tem, atualmente, 507 leitos para atendimento da doença, sendo 295 deles de terapia intensiva

Ao fim da pandemia, os leitos de UTIs destinados a tratar casos de covid-19 em Goiânia serão mantidos. É o que garante o secretário municipal de Saúde, Durval Ferreira. “Eles serão convertidos em leitos para atendimento de outras patologias”, disse.

Atualmente, Goiânia conta com 507 leitos exclusivos para atendimento da Covid-19, sendo 295 de UTI e 207 de enfermaria. Mesmo com a queda na demanda, registrada nos últimos 30 dias, todos estão disponíveis para a necessidade de nova batalha contra o vírus. “Temos toda uma programação de retaguarda caso reja necessário a retomada do uso desses leitos”, explicou o secretário Durval Ferreira.

“Sabemos que toda doença epidêmica atua em ciclos e a forma de minimizar esses ciclos é com a vacinação”, destacou. Segundo ele, o município mantém 28 postos de vacinação, se aproximando da marca de 20% da população vacinada desde o início da campanha. Com a conclusão da vacinação de idosos acima de 60 anos, a prioridade agora são os portadores de comorbidades, de acordo com as regras definidas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.