Laudo de morte de Gugu Liberato é divulgado

Apresentador teve traumatismo craniano em queda do sótão. Também sofreu muitas lesões pelo corpo

Gugu Liberato (Foto: Reprodução)

O E+ solicitou um laudo médico que explicasse a morte do apresentador Gugu Liberato, ocorrida em meados de novembro deste ano. De acordo com o documento, a data de morte do artista ocorreu um dia antes do anunciado pela assessoria, em 21 de novembro.

A forma como ocorreu o acidente ainda eram bastante contraditórias, mas de acordo com o laudo, assinado pelo médico perito Joshua. D. Stephany, Gugu atravessou o teto de seu sótão e caiu no chão. O apresentador sofreu inúmeras lesões.  “Contusões na cabeça e pescoço, com equimose periorbital à direita. Hemorragia subaracnóide, fraturas do osso parietal direito, fraturas na têmpora direita, hematomas subdurais bilaterais”, diz a perícia.

No torso, “contusões na parte superior direita do tórax, parte lateral direita do tórax, parte superior esquerda do tórax e parte lateral esquerda do tórax e centro do tórax”. Ainda, fraturou a primeira vértebra lombar e teve contusões na coxa anterior esquerda. No documento consta como causa da morte, traumatismo craniano de causa acidental. Gugu não possuía substâncias químicas no corpo, como álcool, barbitúricos, canabinoides, cocaína etc.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.