Kátia Abreu estará em Goiânia neste sábado

Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento visita a Exposição Agropecuária, onde se reúne com produtores e representantes de Sindicatos Rurais

A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, anuncia que o Matopiba será instituído na próxima semana | Foto: José Cruz / Agência Brasil

A senadora pretende conhecer de perto os avanços e dificuldades enfrentadas pela agropecuária goiana| Foto: José Cruz / Agência Brasil

Bruna Aidar

Pela primeira vez desde que assumiu o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Kátia Abreu vem à Goiânia neste sábado (16). Ela se reúne com produtores e presidentes de Sindicatos Rurais (SRs) na Sociedade Goiana de Pecuária e Agricultura (SGPA), para conhecer mais de perto os problemas e os avanços do setor em Goiás.

O convite foi feito pelo presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner. Ele recebe os agropecuaristas, além de apresentar à Kátia Abreu o espaço montado dentro da 70ª Exposição Agropecuária pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás).

Kátia chega a Goiânia às 10h e segue direto para o Parque Agropecuário. Na ocasião, o anfitrião e presidente da SGPA, Hugo Goldfeld, vai falar sobre o histórico da feira e da contribuição tecnológica que ela dá ao setor agropecuário. O governador Marconi Perillo também recepciona a ministra.

Em seguida a comitiva visitará o local, onde vai descobrir que nem só de música, rodeio e leilões vive a Exposição. Para José Mário Schreiner, a visita de Kátia é muito importante, pois assim ela poderá sentir de perto a realidade goiana.

“Poucas pessoas conhecem tanto a realidade do produtor rural, as nossas dificuldades – como o problema de infraestrutura – e o mercado internacional como ela. Além disso, ela é goiana e a esperança é que o tratamento com Goiás seja mais carinhoso”, destacou.

A ministra vai conhecer de perto o trabalho realizado pelo Senar Goiás, cujo stand está montado dentro do Museu Agropecuário, ocupando uma parte da Alameda Cultural e no local, a entidade faz demonstrações de fabricação de cachaça, melado, açúcar mascavo, rapadura e artesanato em fibras, entre outros.

Deixe um comentário