Karlos Cabral diz que responsabilidades de números da gestão passada serão perseguidas pelo MP

Secretária de Economia apontou déficit de R$ 3,3 bilhões no resultado primário durante apresentação de terceiro quadrimestre de 2018

Cristiane Schmidt e Karlos Cabral | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

O deputado Karlos Cabral (PDT), presidente da Comissão de Tributação, Finanças e Orçamento, que recebeu em sessão a secretária estadual da Economia, Cristiane Schmidt, nesta quarta-feira, 20, comentou os dados sobre o último quadrimestre de 2018. “Pelos números apresentados, o resultado primário é negativo [R$ 3,3 bi, conforme a titular da pasta]”, afirmou ele.

Questionado sobre a responsabilização da gestão anterior, ele afirmou que a Lei de Responsabilidade Fiscal é clara quanto às responsabilidades de cada um e essa prestação de contas se refere à gestão passada. “As responsabilidades, assim que apuradas, serão perseguidas pelo Ministério Público, ou até mesmo pelo governo atual, se quiser fazer alguma denúncia. O fato é que temos um resultado negativo, fruto do não empenho, por exemplo, da folha de dezembro. E esses dados foram demonstrados com clareza”, afirmou.

Resultado primário

A secretária informou que o real resultado primário não é de R$ 1 bilhão, mas um déficit de cerca de R$ 3,3 bilhões. Segundo ela, o montante apresentado não inclui juros e amortização. Ela enumerou que a meta apresentada do terceiro quadriênio era de R$ 12,8 bi, com realização aproximada de R$ 22 bi e despesas de cerca de R$ 21 bi, ou seja, haveria o montante acusado de R$ 1 bi.

Porém, segundo ela, não foram incluídas despesas com aposentados e pensionistas, que geraria o déficit apontado de R$ 3,3 bi.  Ou seja, Cristiane afirmou que o relatório apresentado pela gestão passada não é falso, mas não condiz com a realidade. “Não colocamos, em 2018, os restos a pagar e despesas não empenhadas, que dariam aproximadamente 4,2 bilhões”, exemplificou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.