Justiça suspende cavalgada e almoço festivo marcados para este sábado, em Turvânia

O evento foi cancelado, pois representa risco iminente de agravamento da situação de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus

Estrutura onde seria realizado o evento | Foto: PJ de Turvânia

A Justiça, em atendimento a pedido do Ministério Público de Goiás (MP-GO), proibiu a realização de uma cavalgada, na cidade de Turvânia, marcada para este sábado, 28. A promotora de justiça Cláudia Maria Rojas de Carvalho requisitou a proibição de realização do evento em razão dos recentes alertas feitos por profissionais e autoridades de saúde sobre o risco de novo pico de contaminações pela Covid-19.

O evento foi organizado para comemorar a reeleição do prefeito Fausto Mariano (DEM). A cavalgada estava prevista para passar pelas ruas da cidade e, em seguida, seria oferecido almoço à população participante. Uma grande estrutura foi montada para receber os convidados, denotando a dimensão do evento, o que aumentaria o risco de transmissão da Covid-19.

A juíza Luciana Nascimento Silva Gomes escreveu em sua decisão, “A realização do evento festivo denominado Cavalgada da Vitória e o qual será aberto ao público em geral, de fato, representa risco iminente de agravamento da situação de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.