Justiça retira propaganda de Vanderlan do ar por usar imagens do Senado

Ato é vedado pela legislação eleitoral. Candidato pode ser punido com multa de R$ 5 mil por dia

Vanderlan Cardoso: candidato a prefeito de Goiânia pelo PSD | Fernando Leite/Jornal Opção

A Justiça Eleitoral deferiu novas liminares contra a coligação Goiânia em um Novo Momento, do candidato a prefeito Vanderlan Cardoso (PSD), por irregularidades no programa eleitoral e por material divulgado nas redes sociais. O candidato teria utilizado cenas no Senado, onde exerce mandato, o que é vedado pela lei eleitoral.

Assim, a Justiça determinou a suspensão dos programas, sob pena se multa de R$ 5 mil por dia caso a decisão seja descumprida.

Em outra decisão, a Justiça Eleitoral determinou a exclusão de post nas redes socais de Vanderlan por entender que a coligação distorcia dados referentes a pesquisa eleitoral para induzir o eleitor ao erro. O gráfico utilizado nas redes do candidato seriam desproporcionais aos dados numéricos apresentados, colocando Vanderlan em ampla vantagem em relação aos demais candidatos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.