Justiça nega recurso e posse de Cristiane Brasil no Ministério do Trabalho segue suspensa

AGU recorreu da decisão do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói

O TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região) manteve nesta terça-feira (9/1) a decisão da Justiça Federal que suspendeu a posse da deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. A decisão foi do desembargador federal Guilherme Couto de Castro, que é vice-presidente do TRF2.

O tribunal analisou recurso da AGU (Advocacia-Geral da União) contra a decisão do juiz Leonardo da Costa Couceiro, da 4ª Vara Federal de Niterói (RJ), que concedeu na última segunda-feira (8) decisão liminar para suspender a nomeação e a posse de Cristiane Brasil.

Suspeição

O presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), desembargador André Fontes, declarou-se suspeito por motivo de foro íntimo para decidir sobre o pedido de suspensão de liminar que impede a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho. Por isso, o processo foi redistribuído para o vice-presidente do TRF2, desembargador Guilherme Couto de Castro, que está analisando o pedido neste momento.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.