Justiça mantém liberação de uso do áudio em que Vanderlan defende senador Chico Rodrigues

O juiz do caso não aceitou o argumento de Vanderlan de que o uso do áudio pelos adversários busca ridicularizá-lo

Senador Vanderlan Cardoso, candidato a prefeito de Goiânia | Foto: Reprodução

A Justiça rejeitou o pedido do senador e candidato a prefeito de Goiânia, Vanderlan Cardoso (PSD), para censurar o áudio em que ele defende o senador Chico Rodrigues (DEM), flagrado pela Polícia Federal com dinheiro entre as nádegas. O juiz do caso, Leonardo Aprigio Chaves, não aceitou o argumento de Vanderlan de que o uso do áudio pelos adversários busca ridicularizá-lo.

Para o magistrado, a coligação Pra Goiânia Seguir em Frente, liderada pelo emedebista Maguito Vilela, se limita a “reproduzir áudio gravado pelo candidato Vanderlan, no qual manifesta apoio ao senador Chico Rodrigues” e que o conteúdo foi amplamente divulgado pelos veículos de comunicação.

No áudio que Vanderlan tenta derrubar, ele diz que Chico é seu amigo “há mais de 30 anos e que “não tem nada que desabone a conduta do senador”. Vanderlan também afirma que “não podemos em hipótese alguma aceitar essa interferência, essa decisão absurda de um ministro do Supremo” de afastar Rodrigues do Senado.

Na decisão desta sexta-feira (6) o juiz Leonardo Aprigio Chaves anotou que o Ministério Público também se manifestou pela improcedência da representação de Vanderlan, por considerar que a propaganda não transgride a legislação eleitoral. “A livre circulação de ideias, pensamentos, opiniões e críticas promovida pela liberdade de expressão e comunicação é essencial para a configuração de um espaço público de debate, e, portanto, para a democracia e o Estado de Democrático. Sem isso, a verdade sobre os candidatos e partidos políticos pode não vir à luz, prejudicam-se o diálogo e a discussão públicos, refreiam-se as críticas e os pensamentos divergentes, tolhem-se as manifestações de inconformismo e insatisfação”, citou o magistrado na sentença.

A assessoria jurídica da Coligação Goiânia em Um Novo Momento, do candidato Vanderlan Cardoso, informou que vai recorrer da decisão, para suspender a divulgação do vídeo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.