Justiça determina que rodovias goianas sejam desbloqueadas em 24 horas

Liminar concedida pela juíza plantonista do TJ-GO prevê ainda multa diária no valor de R$ 200 mil em caso de descumprimento

Bloqueio na GO-060, em Santa Bárbara | Foto: Mayara Carvalho

Nesta quinta-feira (24/5), a juíza plantonista Ítala C. Bonassini da Silva concedeu liminar determinando que as rodovias estaduais e federais que cortam Goiás sejam desobstruídas pelos caminhoneiros que há quatro dias realizam manifestações.

A decisão deve ser cumprida em um prazo de 24 horas sob pena de multa diária no valor de R$ 200 mil. O pedido foi feito em ação proposta pela Procuradoria Geral do Estado (PGE-GO) contra a Associação Brasileira dos Caminhoneiros (ABCAM) e do Sindicato dos Transportadores Autônomos de Cargas de Goiás.

Na decisão, a juíza considerou que o direito à livre manifestação não é absoluto, e que a manifestação tem impedido o cumprimento de direitos garantidos pela Constituição.

Nesta quinta-feira, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as estradas que cortam o estado têm 26 pontos de bloqueio.

3
Deixe um comentário

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
edivan ferreira lourenço

boa noite hoje pasei por santa barbara por voltas das 9 horas da manha estava tudo broqueado e a policia militas multando os motorista e foi muitos que temtava atravesar e os caminhoes que esta na pista tudo tranquilo eu mesmo levei uma multa de um policial mal educado pra burro ,,,,,,,,,,,,,,,,, onde estamos

Denis

Se fosse paralisação da classe dela, queria ver se ela daria uma liminar contra. Esse Brasil não tem jeito

ziro

Força caminhoneiros, o povo está com vocês contra essa altíssima carga tributária para sustentar mordomias, super salários, auxílios moradias de magistrados. Estamos juntos a favor da redução da carga tributária, redução do Estado, privatização generalizada inclusive do judiciário. Chega, não aguentamos mais ser propriedades desse Estado omisso, ineficiente, que oferece serviços públicos de péssima qualidade. Só não entendo uma coisa, por que o judiciário não age contra as invasões, depredações e bloqueios de rodovias praticados pelos vermelhos do MST/PT, a impressão que fica, que o Estado não respeita o trabalhador patrão que paga as contas do governo através desses absurdos… Leia mais