Juiz decreta prisão preventiva de suspeita de envolvimento na morte de advogada em Goiânia

Laís Fernanda Araújo Silva, de 30 anos, foi baleada no último dia 10 quando tentava estacionar o carro

O juiz Rogério Carvalho Pinheiro, durante uma audiência de custódia na 8ª Vara Criminal, determinou nesta terça-feira (22/5) a prisão preventiva de Luziane Ramos de Souza, de 22 anos, suspeita de envolvimento na morte da advogada Laís Fernanda Araújo Silva no último dia 10.

Ela e mais dois adolescentes, de 14 e 16 anos, foram detidos no último sábado (19) no Residencial Itália, próximo ao Balneário Meia Ponte. A internação provisória dos dois menores já foi decretada.

Em um vídeo, o rapaz de 14 anos confessou ter sido o autor do disparo que matou a advogada no setor Alto da Glória. Segundo ele, a advogada era “vítima fácil”.

Um quarto envolvido, suspeito de ter dado carona para a quadrilha, foi detido na última segunda-feira (21).

Deixe um comentário