Justiça condena BBC a pagar jornalista que recebia menos por ser mulher

Samira Ahmed irá recuperar diferença salarial de até seis vezes em relação ao seu colega de trabalho

Jornalista Samira Ahmed / Foto: Divulgação

Conforme noticiado pela própria BBC, a emissora de notícias foi condenada pela Justiça de Londres a pagar o valor retroativo dos salários da jornalista Samira Ahmed relativo a 700 mil libras esterlinas. O Tribunal reconheceu que a jornalista recebia salário inferior ao seu colega de emissora, Jeremy Vine, por ser mulher.

Ahmed é âncora do programa Newswatch e recebia 440 libras esterlinas por cada episódio levado ao ar pela rede de televisão. Com apoio da União Nacional dos Jornalistas de Londres, o processo foi levado à Justiça contra a BBC para que ela recebesse o mesmo valor Vine, de 3.000 libras esterlinas por programa transmitido. O valor recebido pelo colega no programa One’s Points of View, durante os anos de 2008 a 2018 era cerca de seis vezes maior que o da apresentadora.

Na Justiça, a BBC justificou que “a função que os dois jornalistas desempenhavam eram muito diferentes”. No entanto, de acordo com o julgamento, o Tribunal disse que “a rede de televisão não apresentou provas suficientes para comprovar a diferença nas funções, programas ou perfil dos apresentadores”. Na Inglaterra, é lei desde a década de 1970 que homens e mulheres tenham salários iguais para as mesmas funções.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.