Júri popular para réus do assassinato de Valério Luiz tem data definida

Réus serão submetidos a júri popular. Caso se arrastava desde 2012, quando o radialista foi morto a tiros quando saía da rádio em que trabalhava

Valério Luiz | Foto: Reprodução

O juiz Lourival Machado da Costa, da 2ª Vara Criminal de Goiânia, revogou o desmembramento realizado em outubro do ano passado pelo Juiz Jesseir Coelho de Alcantara e designou a sessão de julgamento dos réus acusados pelo assassinato do radialista esportivo Valério Luiz. Serão submetidos ao júri popular o cabo da Polícia Militar Ademá Figuerêdo Aguiar Filho, o sargento reformado da Polícia Militar Djalma Gomes da Silva, Urbano de Carvalho Malta, Marcos Vinícius Pereira Xavier e o ex-cartorário e ex-presidente do Atlético Clube Goianiense, Maurício Borges Sampaio. A sessão ocorre no dia 23 de junho deste ano, no Fórum Cível de Goiânia.

Valério Luiz, filho do radialista morto a tiros em 2012, comemorou em seu perfil do Instagram a decisão e escreveu: “O julgamento ocorrerá, a despeito das resistências institucionais de anos e anos”. Valério foi morto assim que saía de seu trabalho, na C-38, Setor Serrinha. Foi atendimento pelo Samu, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.