Juiz determina arquivamento de inquérito contra suposto serial killer

Encaminhamento do Ministério Público apontava insuficiência de provas para apontar Tiago Henrique como o responsável pela morte de João Carlos de Oliveira

Tiago responde a 29 processos por homicídio | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Tiago responde a 29 processos por homicídio | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, determinou nesta terça-feira (21) o arquivamento do inquérito policial que responsabilizava o vigilante Tiago Henrique da Rocha pelo assassinato de João Carlos de Oliveira. O promotor Maurício Gonçalves, do Ministério Público, pediu o arquivamento por não haver elementos suficientes para justificar que se instaure uma ação penal.

Tiago foi apontado no inquérito como o autor do crime porque o confessou em interrogatório. No entanto, seu depoimento à Polícia Civil contradiz as provas do assassinato. Tiago afirmou que a vítima tinha olhos azuis e foi morta por enforcamento, próximo à Avenida Araguaia. As provas indicam que, na verdade, o homem tinha olhos castanhos e foi morto por golpes de pedra na cabeça próximo à Rodoviária.

Este é o 21° caso envolvendo Tiago que é analisado pela Justiça. Foi o único em que houve indicação de arquivamento. Os outros 20 tiveram encaminhamento de sentença, ou seja, ficou determinado que haverá julgamento. Caso novas provas sobre o caso sejam apresentadas, o inquérito poderá ser reaberto. (Com informações da Secom do TJGO)

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Waléria Paz Araújo

Que susto. O titulo me fez pensar que o cara ia ser solto. ?
Ainda bem que não. ?