Ivanor Florêncio completa 43 anos de carreira com mostra “Caminho de Luz”

Artista plástico, escritor, poeta e dramaturgo expõe suas obras no Espaço Cultural Octo Marques, no Parthenon Center

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O artista e titular da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) Ivanor Florêncio inaugura, nesta terça-feira (31/5), sua exposição “Caminhos de Luz”, que celebra seus 43 anos de carreira. Ivanor, que é artista plástico, escritor, poeta e dramaturgo expõe suas obras no Espaço Cultural Octo Marques, no Parthenon Center.

A vernissage da mostra, que recebeu recursos da Lei Rouanet e foi apoiada do Grupo Jorlan, acontece às 19h30 com direito à performances teatrais. Para ocasião, os atores Semio Carlos e Alessandra Macedo irão encenar monólogos assinados pelo homenageado.

Como o artista nesta exposição completa 43 anos de carreira, ele também compilou 43 trabalhos, que fazem parte das atividades culturais das quais já esteve envolvido. Assim, além de suas telas, poesias e escritos, ele compartilha com o público um pouco de sua história e processo criativo, com a ajuda de um completo acervo de fotos.

“O caminho artístico de Ivanor foi muito simples, porém muito reconhecido. O mérito de suas atividades e produtos sempre foram bem aceitos pela comunidade. Esta mostra traduz esta essência de conhecimento e reconhecimento. Tudo conquistado com sua luta e determinação”, disse a produtora da exposição Laila Santoro.

O Artista

Natural de Morrinhos (GO) o artista veio tentar a sorte em Goiânia ainda muito jovem, aos 14 anos. Na Capital do estado, começou a vida profissional trabalhando em uma loja, até que se tornou comerciante. Bem estabelecido na metrópole, ele se sentiu pronto para realizar o sonho de construir o próprio ateliê.

Daí para frente se aventurou a desenvolver diversas linguagens e relações com a arte. Lançou os livros “A Vida é Vida”; “Um Grito no Silêncio” e “Enigmas da Mente” e desde 2014 comanda a Secretaria Municipal de Cultura. Mas, a forma de expressão que que lhe encanta especialmente é mesmo a pintura.

Pintor e desenhista autodidata, sua arte navega entre o abstrato e figurativo com grande facilidade. Por seus retratos em óleo sobre tela já ganhou premiações nacionais e internacionais. “Faço muita coisa, mas a definição de Ivanor Forêncio é a de artista plástico. É o Ivanor desenhista, o Ivanor pintor. O resto entrou em minha vida como minhas amantes”, resume.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.