Júnior Friboi e os irmãos Joesley e Wesley Batista
Júnior Friboi e os irmãos Joesley e Wesley Batista

A coluna Painel, da Folha de S. Paulo, publica, neste sábado (9/1), que diretores da empreiteira OAS — acusada de formar cartel para fraudar licitações da Petrobras –, tinham apelidos para executivos de outras empresas.

Mensagens no celular do ex-presidente Léo Pinheiro mostram, por exemplo, que os irmãos goianos da JBS Friboi, Júnior, Joesley e Wesley Batista, era chamados de “os do boi grande”. Já os da Odebrecht, de “alemães”.

O ex-presidente Léo Pinheiro foi condenado a 16 anos de prisão por corrupção ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Ele foi preso em novembro do ano passado, mas já responde em liberdade.

O juiz Sérgio Moro condenou a empreiteira por ter pago propina nos contratos das obras das refinarias Abreu e Lima, em Pernambuco, e Getúlio Vargas, no Paraná.

Vale ressaltar que a JBS Friboi não é citada na Lava Jato.