Iris sobre aliança entre PT e PMDB: “Não tem porque desfazer”

Ex-prefeito de Goiânia afirmou que, enquanto “proporcionar resultados positivos para a população”, dobradinha deve ser mantida

O ex-governador Iris Rezende (PMDB), um dos nomes mais cotados para disputar a Prefeitura de Goiânia em 2016, voltou a aparecer publicamente junto ao sucessor na capital, Paulo Garcia (PT), durante solenidade de homenagem no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 18ª Região, na manhã desta segunda-feira (3/8).

Ao ser questionado pelo Jornal Opção Online se a aliança entre as duas siglas será mantida, o ex-prefeito respondeu: “Quando consolidamos a aliança com o PT e outros partidos não a fizemos por um dia. Fizemos com o objetivo de melhorar a vida do povo de Goiás e de Goiânia. Enquanto permanecermos na política o objetivo será esse. E enquanto a aliança proporcionar resultados positivos para a população não tem porque desfazer”.

Iris desconversou ao avaliar o processo eleitoral do ano que vem. “Não estamos discutindo questão de candidatura, não se fala isso ainda. Quer dizer, tudo tem seu tempo. O da eleição é no próximo ano com as convenções, para o lançamento de candidatura, e a época de campanha. Daqui até lá é só observação. Eu não sei se vou ser o candidato”, afirmou.

Perguntado se prefere o PT ao DEM do senador Ronaldo Caiado para parceria em 2016, o líder do PMDB goiano voltou atrás dizendo que vive momento de discussão e de avaliação. “E eu não iria cometer o desatino de dar uma opinião agora, quando estamos a praticamente um ano da eleição.”

Iris ainda afirmou que não foi comunicado sobre nenhuma reunião entre a bancada estadual e federal de seu partido, em que foi discutida aliança com o DEM para disputar prefeituras goianas, como a veiculada pelo Jornal Opção Online no último dia 6 de julho. “E consequente não tenho condições para dar palpite sobre isso”, comentou.

Também compareceram à cerimônia os peemedebistas Maguito Vilela, prefeito de Aparecida de Goiânia, o ex-deputado federal Sandro Mabel, que coordenou a campanha financeira de Iris governo estadual em 2014, além dos deputados federais tucanos João Campos e Célio Silveira, do PSDB, e o petista Rubens Otoni. O senador Ronaldo Caiado (DEM) era outra autoridade a ser homenageada, mas mandou representante.

Avaliação da gestão Paulo Garcia

Antes de deixar a cerimônia a qual foi homenageado, Iris analisou os primeiros meses de 2015 da gestão do petista Paulo Garcia na capital. “Tenho notado por parte dele muito esforço, o que já é um ponto altamente positivo”, resumiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.